Roteiro de 3 dias em Paris: o que fazer na famosa Cidade-Luz

dicas de paris

Oi, gente! Hoje neste post, vou resumir ( mentira tá grandinho, mas tá bacana) como foram nossos primeiros dias em Paris. Chegamos à Cidade Luz, dia 14 de junho de 2012, no final da tarde. Saímos do aeroporto de Marco Polo (Veneza) no voo de 13h25. A viagem foi bem rápida e não passou de 2h30. Assim que pegamos as malas no Charles de Gaulle, compramos primeiro o Paris Museum Pass (4 dias) que dá acesso a diversos museus, inclusive o Louvre, e depois os tickets do RER (trem) que sai de dentro do próprio aeroporto.

A caminha é looonga dentro do desembarque até chegar à plataforma do trem, assim como é bem demorado o trajeto até o centro de Paris. O trem passa por uns lugares bem feios e eu, mega ansiosa pra ver aquela Paris das fotos, já ficava imaginando que havia entrado no trem errado. Mas não tinha como, afinal, há somente aquele trem dentro do aeroporto (dããããã). A viagem durou mais ou menos uns 40 minutos.

A Cidade-Luz – primeiro dia

Os primeiros cliques na Torre Eiffel

Os primeiros cliques na Torre Eiffel

Depois de muitas estações, descemos na estação de metrô Denfert Rochereau para depois baldear para a La Motte Piquet/Grenelle, onde ficamos hospedados. Por sinal, o bairro é ótimo! Bem movimentado e com o supermercado Monoprix, Mc Donalds, Startbucks, Häagen-Dazs e muitos cafés, além de ficar a uns 10 minutos andando para a Torre Eiffel. E foi o que fizemos ao chegarmos. Banho e rua! Quando cheguei na Torre, fiquei estarrecida! Como ela é imponente! As nossas primeiras fotos foram dali, de bem pertinho. As outras, do Campo de Marte (onde Santos Dumont realizou  o primeiro voo com o 14-Bis) e do outro lado da calçada, perto do Rio Sena. Só nessa brincadeira, já tínhamos umas 50 fotos só da Torre rs.

Aí, resolvemos fazer o passeio de barco pelo rio, com a empresa Vedettes de Paris, mas optamos por não jantar porque estávamos sem fome. Foi lindo percorrer o Sena conhecendo Paris “por dentro”. As construções lindíssimas e gigantescas, as pontes luxuosas e uma estória dos museus e monumentos famosos que eu não conhecia. Até o túnel em que a princesa Diana morreu eu passei perto. Há uma singela homenagem a ela.

Entre as diversas pontes, passamos debaixo de uma e demos um beijo, como reza a lenda.

Entre as diversas pontes, passamos debaixo de uma e demos um beijo, como reza a lenda.

Durante o passeio, achava diferente o hábito de estudantes e jovens que beiravam o rio Sena às 21h30 da noite, durante a semana. Como demora a escurecer, eles ficam bebendo e jogando conversa fora. Na volta, já escurecendo, registramos a Torre acessa e piscando. Linda! Linda! Tentamos fazer uma foto de nós dois juntos (minha máquina à noite é ruim) e depois de muita tentativa no “Can you take a photo for us, please?”, enfim conseguimos. Voltamos para o hotel e antes, lanchamos no Mc Donald’s. Aprovadíssimo! Há um molho tipo maionese com ervas pra colocar na batata… Huuum… Bom, gostoso e barato! Dormimos que nem crianças numa cama muito confortável que abrigou todo o nosso cansaço.

Paris acessa com vista do Rio Senna

Paris acessa com vista do Rio Senna

Torre Eiffel de longe e de perto :)

Torre Eiffel de longe e de perto 🙂

Caminhada longa e cultural – segundo dia

No dia seguinte, a primeira programação foi o Louvre. O lugar é impressionante desde a chegada. Quando você desce na estação do metrô, ela já tem um aspecto diferente de todas as outras. É decorada com luz baixa e lembra uma pirâmide do Egito por dentro, já colocando o visitante no clima do museu. Depois, seguimos uma galeria – se você não tiver um mapa, não se preocupe, basta ir atrás dos milhares de turistas – e chegamos à entrada subterrânea, onde fica localizada uma pirâmide invertida (aquela do “Código da Vinci”).

Pirâmide invertida e entrada história do Louvre que fica no Mezanino

Pirâmide invertida e entrada história do Louvre que fica no Mezanino

Amo pular em fotos dos lugares que que sempre quis visitar. Louvre é um deles.

Amo pular em fotos dos lugares que que sempre quis visitar. Louvre é um deles.

Mostramos o Museum Pass e entramos no Salão Principal, de onde é possível ir para uma das três galerias (Sully, Denon e Richelieu). Cada uma delas tem suas obras principais, divididas em quatro andares (três mais o térreo). Alguém nos falou que o percurso lá dentro, para conhecer tudo, é mais ou menos o de uma Meia Maratona (4,5 km). Obviamente, é impossível ver tudo nos mínimos detalhes, mas fizemos o máximo para isso e ficamos 3h30 lá dentro. Os destaques vão para a Ala Egípcia e Grega (surreais), Venus de Milo, Código de Hamurabi (e a parte da Mesopotâmia em geral), Psique, Vitória de Samotrácia, o quadro Sagração do Imperador Napoleão, Aposentos de Napoleão, Santa Maria Madalena (e toda a área relacionada à Igreja).

Psique

Psique

Código e Hamurábi e Vênus de Milo

Código e Hamurábi e Vênus de Milo

Ramsés e Vitória de Samotrácia

Ramsés e Vitória de Samotrácia

Ah, e a  Monalisa também. Aliás, sou fã de Leonardo Da Vinci. Representa muito, é histórico, é o preferido dos “Tchainas”, mas não é naaaaada demais (realmente o “movimento” dos olhos assusta rs). Espero que me entendam, não estou falando mal e que não gostei  🙂

Reparem o reflexo da "coletiva de imprensa" em frente à Monalisa rs

Reparem o reflexo da “coletiva de imprensa” em frente à Monalisa rs

De lá, onde passamos quase quatro horas, seguimos para o Museu D’Orsay que antigamente era uma estação de trem e hoje exibe obras de Monet, Van Gogh, Renoir e diversos outros. Vale a visita. Depois, andamos a Rua Rivoli TODA (ufffs) – onde entramos na Benlux (cosméticos importados) e fomos muito bem atendidos pela Cláudia ( brasileira, que nos deu 20% de desconto além do tax free) , passamos pelo Centro Georges Pompidou, pelo Hotel De Ville (lindíssimo o prédio) e visitamos a Catedral de Notre Dame, que é bem impressionante por dentro – especialmente com suas luzes apagadas, deixando os vitrais apenas iluminando o lugar. O fim do dia foi no bonito e aconchegante Jardim de Luxemburgo, que é bem legal mesmo. Grande, fresquinho e bom para descansar as pernas rs.

Hotel De Ville e Catedral de Notre Dame

Hotel De Ville e Catedral de Notre Dame

Cadeado para eternizar – terceiro dia

Tumba de Napoleão Bonaparte que quis ficar embaixo para que os visitantes se encurvasse diante dele

Tumba de Napoleão Bonaparte que quis ficar embaixo para que os visitantes se encurvasse diante dele

No terceiro dia em Paris, andamos bastante. E olha que a manhã começou chuvosa. Mesmo assim, pegamos o metrô e fomos para o Campo de Marte, em frente à Escola Militar. Tiramos algumas fotos com a Torre Eiffel ao fundo ( pra variar rs) e dali rumamos para a Esplanada dos Inválidos. Visitamos o Museu das Armas (incrível e tem muita história da 1ª e 2ª guerra) e o Duomo, onde está a tumba de Napoleão. Em frente, fotografamos a Ponte Alexandre VIII (toda de outro), o Grand Palais e o Petit Palais.

A próxima parada foi no Arco de Triunfo, o segundo ponto turístico mais famoso de Paris. Obviamente, subimos no Arco. Que ideia (hahahah)! Muitos, mas muuuuuuitos degraus. Só que vale à pena. A vista lá de cima é ótima, apesar da chuva e do frio, e ele é muito bonito. A chama que não apaga na parte de baixo e a câmera lá em cima que registra todos que estão no “térreo” também são muito legais. Mas minha ansiedade mesmo era seguir em frente depois de sair dali: Avenue Início da longa caminhada pela Champs-Élysées.

Arc de Triomphe

Arc de Triomphe

Início da longa caminhada pela Champs-Élysées

Início da longa caminhada pela Champs-Élysées

Imagine diversas grifes chiques do mundo. Ponha elas no mesmo lugar (eu entrei até na Swarovski pra ver, é claro rs) Adicione também um restaurantezinho ou outro, algumas lojas para os “reles mortais”, árvores bem grandes e uma rua muito extensa e larga. No final dela, comemos um crepe de Nutella com Cherry Coke 🙂 Resumidamente, esta foi a longa caminhada pela Champs-Élysées, que vai do Arco do Triunfo até a nossa próxima parada, após algumas comprinhas na H&M, Mango e Adidas, a Praça da Concórdia. Lá, tem o Obelisco e olhando para um lado está o Pantheon, do outro os Inválidos, atrás obviamente o Arco do Triunfo e na frente o Jardins de Tulleries abrindo caminho para o Louvre. É o centro de Paris.

Champs-Élysées e Obelisco

Champs-Élysées e Obelisco

Pantheon e os Jardins de Tulleries

Pantheon e os Jardins de Tulleries

Ficamos um tempo nos Jardins, comendo biscoito (deliciosos os parisienses) e aproveitando o sol, sentados nas espreguiçadeiras. Um descanso merecido. De lá, fomos almoçar e depois fomos para a última parada do dia: a Ponte das Artes. É muito impressionante o que se vê lá: centenas – talvez milhares – de cadeados presos. O ritual de fechar o cadeado e jogar a chave no Rio, pelo visto, é bem conhecido. E nós, é claro, não poderíamos deixar de por o nosso (que está na parte de baixo da quinta “aba”, do lado direito, entrando pelo Louvre).

Pont das Arts..tem romantismo sim senhor :)

Pont das Arts..tem romantismo sim senhor 🙂

Voltamos para o hotel e ficamos com preguiça de sair pra jantar. Fizemos comprinhas no Monoprix (vale experimentar as delícias do mercado) e ficamos vendo Avenida Brasil pelo iPad rs. Queria mostrar bem mais fotos para vocês e detalhar mais o dia-a-dia, porém o espaço aqui é pequeno. E se eu for contar tudinho, ninguém mais vai ler porque eu falo pra caramba hahahahahaha. Fiz o post meio que na correria. Não reparem o informal. Conto aqui como se estivesse conversando com vocês e deixo o formal para a minha profissão 🙂 Amanhã, continuamos com os outros dias de Paris. Beijos!!!

Saiba como foram Nossos outros dois dias em Paris

Anúncios
Sobre O Tour Nosso de Cada Dia (214 artigos)
Como bons jornalistas, gostamos de escrever. Aqui, vamos fazer uma espécie de bastidores das nossas viagens, expectativas, ansiedades, preparativos e muito mais. Esperamos dividir com você um pouquinho da nossa paixão (literalmente) por viagens.

10 comentários em Roteiro de 3 dias em Paris: o que fazer na famosa Cidade-Luz

  1. Oi Aline e Thiago! Tudo bom! Seu blog cada dia com dicas mais maravilhosas! Ano que vem iremos para Paris e Londres!!! Uhuuu, estamos animados! adorei seu post acima e faremos tudinho igual! beijos e sucesso sempre!

  2. oi aline vou dia o que me aconselha a fazer em09 dias 09 de junhop ´frio pou quente ? o que me aconselha a fazer em 09m dias de bom ?bons programas valeu..meu nome é andré vou com minha noiva abraço

    • Olá, André. Em junho não estará calor mas também não estará aquele frio de rachar. Leve agasalhos. Os programas de bom que fizemos em Paris são esses que estão no post mesmo. De metrô você consegue andar a cidade inteira. Qualquer dúvida sobre algum lugar em específico, fique à vontade para perguntar.

  3. lilianmills // 20/09/2013 às 17:46 // Responder

    Oi Aline, que delicia de viagem hem? Ja fomos para Italia mas ainda nao fomos para França, acho que sera a proxima! Obrigada pelas dicas! beijao

  4. OI Aline, qual o hotel que vc ficou em Paris? gostaria de nome e valores se possível bjs

    • Oi, Janie. Ficamos no Tourisme Hôtel. Na época, foi o melhor preço que achei. Esqueci de colocar o nome do hotel neste post, mas se vc reparar tem as dicas do bairro que o hotel se localiza. Preços é complicado eu te passar porque tem mais de um ano que fui. Reservei direto no site e ganhei na época uma noite ao reservar 5 noites. Agora o hotel tem no Booking. Dá uma olhadinha lá. Ele é ótimo!!

  5. Nayara Rafaella // 13/07/2012 às 14:08 // Responder

    Lendo e morrendo de vontade de tudo isso 😀

    Beiijos

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Os últimos dois dias em Paris « O tour nosso de cada dia nos dai hoje…
  2. Dicas de Paris: pontos turísticos, compras e transporte na Cidade-Luz | O tour nosso de cada dia

Ficou com alguma dúvida ou quer elogiar? Deixe-nos um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: