Tour pelos Estúdios de Harry Potter em Londres: conheça

Eu juro solenemente não fazer nada de bom…

Quis o destino que esse post fosse escrito exatamente um ano após o lançamento de Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 2 nos cinemas, 15 de julho. Por isso, eu, Thiago Barros, vou tentar fazer jus a tudo o que essa série representou na minha vida nas próximas palavras. Porque nesse post vou recordar mais uma data que nunca vou esquecer: 21 de junho de 2012, o dia em que vivi a experiência do “Warner Bros Studio Tour – The Making Of Harry Potter“. A data em que vi de pertinho como foi feito o “evento cinematográfico da minha geração” durante a última década. O momento em que percebi que não há dúvidas que a magia existe, sim.

A visita aos Estúdios Leavesden custa 30 libras por pessoa. De Londres, é preciso pegar um trem para Watford Junction, saindo da estação de Euston, e lá tomar o ônibus número 1, que custa três libras ida e volta, para o local do tour. O tempo total é de mais ou menos 50 minutos. Bem menos do que as três ou quatro horas que você, fã de Harry Potter, vai ficar dentro das instalações. Acreditem, é muita coisa para ver. Cada mínimo detalhe vale a atenção – afinal, não se pode deixar nada passar batido.

Só você pra realizar meu sonho, Line!

Só você pra realizar meu sonho, Line!

Aos amigos Potterheads que podem estar lendo e querem um dia visitar os estúdios, vou usar uma frase bem comum que vocês devem conhecer dos tempos de espera por filmes e livros caçando as notícias avidamente nos sites especializados há alguns anos: A PARTIR DAQUI, O TEXTO CONTÉM SPOILERS (hahaha!). Mas não deixem de ler, porque vale a pena. Logo na entrada do tour, há as mãos de Daniel, Rupert e Emma gravadas na parede, antes da porta principal. Depois de passar por elas, um hall enorme com guichês para pegar audioguide e livro de souvenir, um restaurantezinho e a saída da megaloja formam o salão pré-tour. A decoração conta com fotos de diversos personagens, além de um Ford Anglia e dos carrinhos de malas de Harry e Rony.

A fila se forma uma pouco à frente, onde já é possível ver o famoso “armário sob as escadas”. É só um aperitivo para a emoção que está por vir. Quando dá a hora do início do tour, os visitantes se dirigem a uma sala com diversos pôsteres dos filmes. O guia bate um pequeno papo, mostra um vídeo e lhes encaminha para a sala do cinema. Lá, um filme de cerca de dez minutos é exibido, com cenas dos filmes, bastidores e depoimentos dos atores. Quando ele acaba, a grande surpresa: o telão se levanta revelando a entrada do Salão Comunal. É estonteante, surpreendente e absurdamente lindo.

The Great Hall Experience

Os “Oh, My God” e flashes de máquinas fotográficas são incontáveis. As guias, então, abrem as portas e convidam os visitantes a adentrarem o salão em que os alunos de Hogwarts passavam boa parte de seu tempo nos dias de aula. Não há palavras para descrever a emoção e a beleza do lugar. Os detalhes impressionam: os talheres, as estátuas na parede, as roupas e brasões de cada casa… No fim do corredor, a mesa dos professores, as roupas de cada um deles e até mesmo o contador de pontos para a Taça das Casas. Sem dúvida, é um dos pontos altos do tour.

Detalhe das malas de Harry e Rony na entrada do tour

Detalhe das malas de Harry e Rony na entrada do tour

Mas ainda tem muito mais. Depois da “Great Hall Experience”, o tour passa a ser self-guided. Ou seja, você anda e passa o tempo que quiser nos locais internos. A primeira parada é um tributo aos diretores e equipes técnicas que trabalharam nos filmes, com totens contando suas histórias e vídeos sobre cada um deles. Seguindo a caminhada, já é possível ver muita coisa legal: a mesa e as roupas de gala do Baile de Inverno, as velas que flutuam no Great Hall, doces de chocolate, mesa de maquiagem com perucas dos personagens e cicatrizes do Harry, portão externo de Hogwarts, parede do Caldeirão Furado…

Aí, então, a coisa fica séria. Ao “fazer a curva”, uma sequência de sets que marcaram a infância ou adolescência de qualquer fã de HP: o dormitório dos meninos e a sala comunal da Grifinória. Tudo nos mínimos detalhes: as malas com as iniciais, as roupas dos personagens crianças e já um pouco maiores e até a Capa da Invisibilidade estão lá. Entre um e outro, varinhas de diversos personagens em um quadro, o Espelho de Ojesed e o quadro da Mulher Gorda, além de objetos da sala de aula do Professor Lupin e do esqueleto de dinossauro que os Diabretes derrubam na aula do Lockhart.

O começo do tour já é impressionante...

O começo do tour já é impressionante…

Detalhes tão pequenos…

O caminho continua passando por roupas de personagens da Ordem da Fênix, o Relógio da Torre de Astronomia, a estátua da entrada do Escritório de Alvo Dumbledore… Até que se chega, de fato, à sala do diretor. Nela, estão a Penseira, as Memórias, a Espada de Grifinória, o Chapéu Seletor, uma roupa tradicional dele e, claro, os quadros dos antigos diretores. O set é incrível. A sensação é de que, a qualquer momento, o chefão de Hogwarts vai estar ali para conversar com você. Perto dali, há boxes de vidro com o Cálice de Fogo, a Taça do Torneio Tribuxo e alguns objetos interessantes como a pena usada pela Rita Skeeter, a Pedra Filosofal, o Pomo de Ouro e o Lembrol. Além de uma exibição com todas as Horcruxes.

You're a wizard, Harry...

You’re a wizard, Harry…

Próxima parada: sala de poções. Mais uma vez, incrível. As roupas de Snape e Slughorn são impecáveis e o trabalho detalhista faz parecer que há, de fato, ingredientes e poções armazenados em cada vidrinho que decora o local. Até o livro do Príncipe Mestiço está em cima da mesa. E uma “mágica” que faz com que as poções fiquem “se preparando sozinhas” dá um toque ainda mais divertido. O mesmo acontece na “Toca”, que fica ali perto, onde o ferro passa roupa, agulhas fazem tricô e uma faca corta a cenoura.

Ainda neste mesmo salão, há os quadros que se mexem, as vassouras e outros objetos voadores, a porta do cofre de Gringotes, um local para tirar fotos como se você estivesse no carro voador e na vassoura, a entrada da Câmara Secreta, a Cabana do Hagrid, fotos dos “atores animais”, um enorme painel com exemplares do Profeta Diário, cartas de Hogwarts, Mapa do Maroto, Berrador e doces da Honeydukes, a Mansão dos Malfoy com as roupas dos vilões, a sala da Umbridge, as lareiras do Ministério da Magia e a estátua “Magic Is Might”. Ah, e isso é só a primeira parte da visita.

Line toda felizinha com as poções, Hagrid e os gatinhos da Umbridge!

Line toda felizinha com as poções, Hagrid e os gatinhos da Umbridge!

Como a magia acontece!

Depois disso, o visitante vai para uma área externa. Nela, é possível comprar um copo de cerveja amanteigada (que eu achei horrível e a Aline gostou) e aproveitá-lo vendo outros cenários bem legais: a casa dos Dursley, o lar onde os pais de Harry foram assassinados, o Nôitibus Andante, a ponte externa de Hogwarts, a lápide do pai do Voldemort, as peças do Xadrez de Bruxo do primeiro filme, a motocicleta do Hagrid (do Sirius)… É uma pequena transição para a segunda parte do tour, que detalha um pouco mais a parte técnica da magia de Harry Potter.

Bicuço é um show à parte, não tem jeito...

Bicuço é um show à parte, não tem jeito…

Neste ambiente, você é apresentado às criaturas do Mundo Potter. Tem de tudo: Inferi, Doendes, Grope, Dementadores, Errol, Lobisomem, Fawkes, Dobby, Monstro, Livro Dos Monstros, Mandrágora, Voldemort Renascendo, Edwiges, personagens petrificados, Aragogue, Basilisco… Os detalhes são bem legais e vale a pena perceber como os bonecos de cera usados para gravar as cenas de petrificação são idênticos aos atores. Alguns dos “bichos” citados, como Edwiges e Mandrágora, se movimentam, mostrando como a mágica acontece nas telas – com os fios e tudo aparecendo, é bem legal.

Agora nada é mais maneiro do que o Bicuço. Com direito a um vídeo super engraçado e a movimentos que fazem parecer com que você estivesse na aula de Trato Com As Criaturas Mágicas em que o Hagrid o apresenta para a turma, o hipogrifo é um show à parte. Ele abre as asas, mexe a cabeça e até faz uma reverência aos visitantes. É incrível! E um ótimo aperitivo para o que vem logo depois dele e que foi a parte que mais me impressionou: o Beco Diagonal. Tudo está lá: Gringotes, Olivaras, Floreios e Borrões, a Loja dos Weasley… E nos mínimos detalhes, como tudo no tour.

Tá achando que tem muita foto? Ainda faltaram várias...

Tá achando que tem muita foto? Ainda faltaram várias…

Grand Finale

A parte ruim é que está acabando. Depois do Beco Diagonal, mais uma parte técnica: detalhes de como são feitos os rascunhos, as maquetes e os projetos conceituais que se transformam nas cenas do cinema. Há pequenas maquetes de diversos locais, vídeos explicando as animações e construções… Tudo isso como introdução para a enorme maquete da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. O trabalho feito nessa reprodução do castelo, usada em takes em que a imagem aparecia o colégio todo, de longe, é animal. Cada janela, cada árvore, cada pequeno pedacinho de tijolo das torres da escola é feito da maneira mais impressionante possível.

Always!

Always!

Infelizmente, esta é a penúltima parada do tour. A última é uma enorme sala com varinhas que contém os nomes de todos os envolvidos nas produções dos oito filmes: equipe técnica e atores. No telão, a mensagem emocionante de JK Rowling: “As histórias que mais amamos vivem em nós para sempre. Seja voltando página por página ou vendo na telona, Hogwarts sempre estará lá para te acolher”. É duro conter as lágrimas. Depois disso, uma rápida passada pela loja, que tem muitos produtos porém todos eles muito caros – mas não deixem de comprar os Feijõezinhos de Todos os Sabores que são excepcionais.

Desculpem-me a empolgação, o texto ficou enorme, mas não tem jeito. A emoção tomou conta. Vou até adiar os detalhes sobre o tour em Wembley para outro post. A sensação nesse dia era de sonho realizado. Quando vi o primeiro filme da série Harry Potter, jamais imaginei ter a oportunidade de conhecer como tudo foi feito. E lá estava eu. Com uma companhia perfeita (e que eu converti à magia do Harry), em um momento único e em uma viagem inesquecível. E ainda tem quem não acredite em mágica…

Valeu cada minuto e cada centavo!

Valeu cada minuto e cada centavo!

Malfeito feito!

Anúncios
Sobre O Tour Nosso de Cada Dia (214 artigos)
Como bons jornalistas, gostamos de escrever. Aqui, vamos fazer uma espécie de bastidores das nossas viagens, expectativas, ansiedades, preparativos e muito mais. Esperamos dividir com você um pouquinho da nossa paixão (literalmente) por viagens.

8 comentários em Tour pelos Estúdios de Harry Potter em Londres: conheça

  1. Nossa!!!!
    Fiquei emocionada de ler!!!
    Eu amo HP… acho que não teve um livro que eu tenha lido que eu não tenha chorado….
    Nossa… só de me imaginar nesses estúdios!!! Eu nem sabia que tinha!!! rs
    Por isso eu adoro o blog de vcs! nhaaaaaaaa
    Beijos!

  2. Adorei o post! Se antes estava com vontade de conhecer agora estou ainda mais! Só uma duvida estou indo em julho, como é alta temporada tem como comprar os ingressos antes online? Obrigada Carol

  3. Sabrina Keilla // 19/09/2012 às 21:11 // Responder

    Caramba, se ler ja estou emocionada, arrepiada e anciosa imaginando lá; ainda mais que eu, meu marido e um casal de amigos estamos de malas prontas para esse tour agora em outurbo. No ano passado realizeu um sonho fomos a Universal em Orlando para participar do emocionante jogo de quadribol e foi TUDO DE BOM, também valeu cada momento.

    Valeu o relato….

    Há os feijoenzinhos são demais…. cada gosto…

  4. To arrepiado!!! Quero MUITO ir. MUITO!

  5. Que lindo, gente! Ano passado fui a Londres e fiz um tour de Doctor Who, que eu amooo, e valeu muito a pena. Esse ano volto, e estava na dúvida se fazia esse tour (achei muito caro), mas vocês acabaram de me convencer!

    Beijo, e muitas boas viagens para o casal!

  6. Emocionante… só de ler ja chorei imagina estar lá….
    Beijos pra vocês!

4 Trackbacks / Pingbacks

  1. Coliseu: imponência, beleza e muita história « O tour nosso de cada dia nos dai hoje…
  2. A famosa troca da Guarda Real, o divertido Museu de Cera e o imponente Wembley | O tour nosso de cada dia nos dai hoje...
  3. Dicas de Londres: o que fazer na cidade onde tudo funciona | O tour nosso de cada dia
  4. Harry Potter em Orlando: tudo sobre ‘o parque’ do bruxinho na Universal – O tour nosso de cada dia

Ficou com alguma dúvida ou quer elogiar? Deixe-nos um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: