Halloween em Orlando: Horror Nights tem susto na medida certa na Universal

Halloween Horror Nights – Susto na medida certa na Universal

Trilha sonora: check. Visual: check. Personagens: check. Sustos: check.

Todos os elementos que você possa imaginar em uma festa de Dia das Bruxas se fazem presentes no Halloween Horror Nights, onde nós tivemos o primeiro gostinho do que são os parques de Orlando. Não é à toa que este especial, organizado pela Universal, ganha prêmios anualmente como uma das melhores atrações especiais dos Estados Unidos. Comentei com o pessoal que estava conosco e todo mundo concordou: ele assusta na medida certa.

Nem horripilante, nem infantil. É a dose perfeita de terror, combinada com uma megaprodução daquelas que os norte-americanos fazem como ninguém. O evento vale a ida. Ele acontece em determinadas noites de setembro e outubro, com preços a partir de US$ 35 caso os ingressos sejam comprados junto com um tíquete para um dos parques da Universal (que pode ser usado em outra data). O evento inicia 18h30 e vai até 0h com diversas atrações. Para mais informações, acessem o site oficial.

Mas já de cara algumas dicas: as filas são grandes, então chegue cedo para aproveitar tudo, não assuste os funcionários do parque (vi uma menina fazendo isso e ela quase foi expulsa pelos seguranças), nem perca tempo levando muita coisa para tirar foto porque é tudo muito escuro e não fica muito legal, tem bastante coisa para ir beliscando e lojinhas com produtos, então leve dinheiro, e por último, mas com a sua fundamental importância: fique sempre atento aos zumbis!

Grande produção já na chegada

Logo que chegamos ao parque (fomos de táxi e pagamos US$ 15 da International Drive até o complexo da Universal), subimos uma grande escada rolante, andamos por duas esteiras e nos deparamos com o CityWalk, que tem lojinhas e restaurantes de diversos tipos – e que nós vamos visitar nos próximos dias com mais calma. Andamos por ele até chegar à porta do Universal Studios, onde acontece o evento. Muita atenção aos detalhes: trilha sonora arrepiante, projeções na fachada e tudo muito escuro.

Chegada ao Universal

Chegada ao Universal

Passamos tranquilamente por um detector de metais e pelas roletas e logo começamos a caminhar. E aí os sustos já começam. Uma série de zumbis vai passeando pelo meio dos turistas e dando sustos aleatórios em quem está distraído. O legal é que eles não dão muita pinta e normalmente estão com roupas razoavelmente normais, então passam despercebidos, tornando os sustos ainda maiores. Então, você segue caminhando normalmente pelo parque, como se estivesse em um dia normal lá dentro.

As diferenças são que apenas algumas atrações “normais” estão abertas (como a montanha-russa Hollywood Rock It, a KrustyLand, dos Simpsons, e a do Retorno da Múmia), mas não fomos em nenhuma porque iremos voltar ao parque mais para a frente, e, claro, há uma série de locações exclusivas para o Horror Night. Infelizmente, chegamos por volta de 20h só ao parque e não aproveitamos tudo, mas o que vimos já foi o suficiente.

Eu, Line e os amigos Victor, Bianca e Bruno

Eu, Line e os amigos Victor, Bianca e Bruno

Primeiro, fomos ao estande do Resident Evil. Fila razoável, mais ou menos meia hora. Ao entrar, uma série de zumbis assustadores, com maquiagens perfeitas e posicionamentos estratégicos tentam te assustar enquanto personagens do game tentam te salvar de virar um morto-vivo, atirando nos vilões. O clima é muito legal e, como disse acima, o susto é na medida certa – e é impossível não ser pego pelo menos uma vez de surpresa.

Show de humor é bem mais ou menos

Depois, fomos ao Evil Dead (vídeo abaixo), que é um pouco mais tenso. Desde a fila, que durou quase uma hora. Lá dentro, o esquema se repete: vão entrando as pessoas em grupo e caminhando por “labirintos”, como se fossem trens fantasmas mas a pé. Achei que esse assusta mais. Cenas mais fortes, ambientes mais fechados e efeitos diferentes. Então, hora do Havoc, onde os assustadores são soldados treinados a serem máquinas de guerra que viraram zumbis.

A simulação é num clima de uma espécie de laboratório experimental e as expressões dos atores que interpretam os soldados são bem impressionantes. Foi um dos mais reais na minha opinião. Aí depois fomos ao tal do Bill & Ted, que é uma apresentação. Não sabíamos direito o que era e entramos no auditório. Decisão não muito boa. É um show em que celebridades “viram” zumbis em uma história não muito bem elaborada e meio entediante, apesar de ótimas sacadas com personalidades do showbusiness.

No geral, é longo (mais de meia hora) e não muito adequado ao clima de Halloween. Ficamos chateados um pouco porque achávamos, erradamente, que seria a última atração que iríamos. Mas ainda deu tempo do After Life, que segue os moldes dos três primeiros, mas é bem diferente por uma coisa: óculos 3D. Você anda em um labirinto muito louco, cheio de cores, elementos psicodélicos e, claro, muitas pessoas fantasiadas só para te assustar.

Depois desse, porém, realmente tinha acabado. Caminhamos de volta pelo parque, mas nem tiramos fotos nem nada porque, como já disse anteriormente, voltaremos lá com mais calma (e faremos um post mais detalhado sobre ele também). Passamos na lojinha de foto, pegamos uma (porque não dá para tirar muita foto com o clima totalmente dark do evento) e voltamos para o hotel. Aqui, pedimos uma promoção da Domino’s com duas pizzas médias, garlic bread e Coca. Gastamos US$ 24 e ganhamos 23084329 kcal.

Agora é descansar e partir para o primeiro dia “de verdade” da maratona, com o Epcot. Quando voltarmos, faço o post e vocês poderão ler aqui no blog amanhã – se a Aline não brigar comigo por eu estar indo dormir muito tarde.

Anúncios
Sobre O Tour Nosso de Cada Dia (215 artigos)
Como bons jornalistas, gostamos de escrever. Aqui, vamos fazer uma espécie de bastidores das nossas viagens, expectativas, ansiedades, preparativos, dicas, roteiros e muito mais. Esperamos dividir com você um pouquinho da nossa paixão (literalmente) por viagens.

3 comentários em Halloween em Orlando: Horror Nights tem susto na medida certa na Universal

  1. Olá! Quando começa o evento? Ele ocorre todas as noites como a HDH do Hopi Hari?
    Parabéns pelo blog😄😄

  2. Esse programa aí eu passo.. Hahaha

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Sorteio de um Mickey e uma Minnie | O tour nosso de cada dia nos dai hoje...
  2. Dicas de Orlando: tudo o que você precisa saber para uma boa viagem “pra Disney” | O tour nosso de cada dia nos dai hoje...
  3. Mickey’s Not So Scary Halloween Party: doces e travessuras no Magic Kingdom | O tour nosso de cada dia

Ficou com alguma dúvida ou quer elogiar? Deixe-nos um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: