Magic Kingdom: onde os sonhos se tornam realidade

Tem fogos no meio do dia Tem fogos no meio do dia

Dreams do come true.

Para mim, Thiago, o castelo que mais importava nessa viagem era o de Hogwarts. Para a Aline e acho que 99% das pessoas que visitam Orlando, não. Era o da Cinderella, no Magic Kingdom. E foi para lá que fomos ontem, no nosso terceiro dia de parques por aqui. O Reino Mágico da Disney é mais infantil, mas diverte. Os brinquedos temáticos e encontros com personagens fazem a alegria das crianças de todas as idades. Mas tenha paciência, porque tudo é muito demorado. E se você for mais aventureiro, melhor optar por outro parque.

Dreams come true

Dreams come true

Chegamos ao parque às 9h, saímos às 22h e ainda deixamos de ir a duas atrações que gostaríamos de ter visitado. As filas são grandes, há um monte de criancinhas (nenhuma delas mais feliz do que a Aline) e o parque é relativamente grande, sendo dividido em quatro áreas mais completas, que são Tomorrowland, Fantasyland, Adventureland e Frontierland. Há ainda a Main Street e Liberty Square, que são as “passagens” para chegar-se às “lands”.

Line toda boba

Line toda boba

Detalhes interessantes: há mapas em várias línguas (incluindo português), o parque tem WiFi (e funciona muito bem), os restaurantes são bons, mas caros e lotados, vale pegar fast pass nas atrações principais e vá preparado para passar, pelo menos, de 10 a 12 horas no Magic Kingdom. A variedade de coisas para se fazer é grande e o número de pessoas também, especialmente nos finais de semana, então tenha isso em mente antes de visitar o local.

Main Street

Após estacionar o carro, pegamos um “tram” para a estação de trens do Magic Kingdom. De lá, sai o transporte para o parque. Você pode pegar um barco ou ônibus também. A viagem é bem rápida até a bilheteria, de onde você já sai na rua principal do parque, a Main Street. Logo nas primeiras horas do dia, personagens ficam em uma pracinha tirando fotos. Nós tiramos com a Minnie – e o Pluto também estava lá. Dali, já é possível ter um belo visual do Castelo.

Main Street, com o castelo ao fundo

Main Street, com o castelo ao fundo

Então, é só seguir caminhando na rua, que tem um monte de lojinhas com artigos temáticos que vão de doces à itens de decoração e até joias. No meio da trajetória, fotos com o Castelo ao fundo, de vários ângulos, até chegar à estátua do Walt Disney com o Mickey, que sem dúvida é o melhor ponto para registrar o momento. Dali, você pode seguir para a esquerda (Liberty Square e Adventureland) ou então à direita (Tomorrowland).

Tem fogos no meio do dia

Tem fogos no meio do dia

Durante o dia, lá são feitas diversas apresentações com os personagens, em horários marcados. É bem legal. Vimos uma que começou às 13h15. É uma história rápida, mas bem divertida. Vale bastante dar uma conferida!

Tomorrowland

Ficamos com a segunda opção e começamos o passeio pelo futuro. O primeiro brinquedo que fomos foi o do Monstros S.A. e vale muito – para quem sabe inglês. O Mike Wazowski faz um show de humor virtual hilário e interativo, pegando pessoas na plateia e piadas que você pode mandar via SMS enquanto está na fila. Sensacional. Depois, o joguinho do Toy Story, que não é lá essas coisas. É bem para criança e a arminha de atirar nos alienígenas não tem lá uma grande mira.

Nós e o Buzz

Nós e o Buzz

Aí tiramos foto com o Buzz, logo ao lado (aliás, ele é muito maneiro), e seguimos para a melhor atração do Magic Kingdom: a espetacular Space Mountain, uma alucinante montanha-russa rápida no escuro. É absurda! A Aline pediu até para parar no meio (falo mesmo), mas depois saiu dizendo que gostou. Ainda na Tomorrowland, pulamos algumas coisas, como a atração do Stitch e uma pista de carros lá que era bem sem graça. Tem muita coisa mais para criança.

Space Mountain é IRADA

Space Mountain é IRADA

Depois disso nós seguimos para a Fantasyland, mais infantil ainda. Ficamos um tempo na fila para tirar fotos com a Cinderella, mas não demorou muito e desistimos porque ia demorar demais. Voltamos ao Castelo para assistir a um espetáculo dos personagens no início da tarde. Foi bem legal e teve a dança das princesas com seus príncipes, o Peter Pan e, claro, Mickey, Minnie, Pateta e Pato Donald. É divertido e fica bastante cheio.

Adventureland

Para não darmos a volta ao parque todo, resolvemos ir ao Adventureland direto. Não fomos à atração do Alladin, porque a Aline leu que era sem graça (e realmente parece mais infantil), passamos de uma que é tipo uma “corredeira” do Terra Encantada e fomos ao Piratas do Caribe, que eu achava que seria maneiríssimo. Uma decepção. É só um barquinho passeando por uma história de pirata e mais nada. Não tem nenhuma ação. Bonito, mas chato.

AdventureLand: de aventura só o nome

AdventureLand: de aventura só o nome

Piratas é bem sem graça

Piratas é bem sem graça

Frontierland 

Passamos então ao Frontierland, onde assistimos à parada das 15 horas (falarei mais dela lá embaixo) e nos divertimos mais um pouco. A gente pegou o fastpass da Splash Mountain e retornou mais tarde, depois de ir ao Fantasyland novamente. Valeu demais, porque furamos a fila e entramos no brinquedo bem rápido. A atração é bem mais ou menos no geral, mas a queda final onde você toma um banho vale a espera. É ótima e as fotos ficam muito boas!

Splash Mountain deixa molhado

Splash Mountain deixa molhado

Pegamos o fast pass ainda para a montanha-russa que fica ao lado, cujo tema principal é a mineração, mas acabamos nem conseguindo ir por causa dos desfiles. Além disso, não conseguimos ir também à Casa Mal Assombrada, que estava lotada e nós deixamos para ir só mais tarde e acabamos perdendo. Ainda bem que voltaremos ao Magic Kingdom semana que vem e aí vamos tentar fazer estas atrações, já que um dia parece pouco para tudo isso.

Fantasyland

Na Fantasyland, fomos à atração da Pequena Sereia. Assim como a do Piratas do Caribe, puramente infantil. O melhor foi a fila, enorme, e que só ficou divertida porque jogamos adedanha e várias brincadeiras de música – até o americano chato que estava na nossa frente ficar reclamando. Depois fomos à Enchanted Talles with Belle, d’A Bela e a Fera, mas houve um problema técnico enquanto estávamos na fila e fomos obrigados a abortar a missão.

Fantasyland, lugar das criancinhas

Fantasyland, lugar das criancinhas

Atração da Ariel é bem detalhada

Atração da Ariel é bem detalhada

Lá ainda tem um carrossel, o brinquedo do Dumbo, as Aventuras do Pooh e as xícaras da Alice. Tudo bastante infantil e, claro, passamos direto. A minha impressão é de que escolhemos errado alguns brinquedos e de que a grande maioria das atrações é mesmo para criança. Normal, tratando-se de um parque da Disney. Para quem já passou dessa fase, o mais legal mesmo é ver os personagens e os detalhes da criação deste mundo mágico.

Desfiles e fogos

Há duas “paradas” no Magic Kingdom: a das 15 horas e a das 20 horas. A primeira começa na Frontierland e a segunda termina lá. Vimos as duas do mesmo local, bem próximo ao restaurante em que almoçamos, que fica quase em frente à Splash Mountain (não à entrada dela e sim à queda principal). Na minha opinião, o desfile da noite tem mais glamour, por ser colorido e no fim do dia, mas o da tarde é bem mais legal e completo. Por isso, não deixe de dar uma paradinha nos brinquedos para assistir.

Parada à tarde não é iluminada, mas é completa

Parada à tarde não é iluminada, mas é completa

Princesas também aparecem na parada

Princesas também aparecem na parada

Passa todo mundo: as princesas, Mickey, Minnie, Donald, Tico, Teco e muito mais. Tudo isso com “carros alegóricos” de dar inveja à muitas escolas de samba. A passagem deles em um ponto dura em torno de 8 minutos (sei porque filmei rs). No da noite, são menos personagens e alguns diferentes. As luzes são, realmente, bem bonitas, e a duração é um pouquinho menor. No geral, o tema delas, e também de todas as apresentações, é aquele de acreditar nos sonhos e nunca desistir deles.

Efeitos de luz são bem bonitos

Efeitos de luz são bem bonitos

Isso se mantém no “encerramento” do dia, com os fogos no castelo. Uma projeção é feita com cenas da Disney e depois ele vai trocando de cor e soltando os fogos, com as trilhas sonoras de vários filmes ao fundo. A praça fica extremamente lotada e é bom chegar cedo – ou, caso não se importe de ver de longe, ficar no restaurante da Tomorrowland na parte lá de trás do parque. A visão é ótima e não fica ninguém na sua frente (só não sei se as fotos vão ficar boas).

Castelo fica muito maneiro

Castelo fica muito maneiro

Show dos fogos é incrível

Show dos fogos é incrível

Nós ficamos no meio do povão mesmo, mais ou menos na metade do espaço da praça, e foi tudo bem tranquilo. O espetáculo é um pouco longo, mas vale bastante. Os efeitos de luz e os fogos não perdem em nada para os shows do Reveillón de Copacabana. No fim, claro, sairá todo mundo de uma vez, então espere um pouco, vá a mais uma lojinha (foi o que fizemos) e se ainda tiver disposição e o parque for ficar aberto, vá a um brinquedo ou outro antes de voltar ao estacionamento. Voltamos uma hora depois e ainda pegamos o trem lotado.

Mesmo demorando e com o cansaço batendo, a sensação é muito boa e confirma que, realmente, os sonhos viram realidade. Depois ainda comemos no Cheesecake Factory. Bom demais! Agora nós vamos nos preparar para irmos rodar nos outlets e mais tarde, finalmente, tem NBA! É pré-temporada, Orlando Magic x Detroit Pistons, e apenas um aperitivo para dia 29, quando estarei na abertura da temporada regular em Miami, com Heat x Bulls! Mais uma vez, espero que estejam gostando dos posts! Fui!

Anúncios
Sobre O Tour Nosso de Cada Dia (214 artigos)
Como bons jornalistas, gostamos de escrever. Aqui, vamos fazer uma espécie de bastidores das nossas viagens, expectativas, ansiedades, preparativos e muito mais. Esperamos dividir com você um pouquinho da nossa paixão (literalmente) por viagens.

5 comentários em Magic Kingdom: onde os sonhos se tornam realidade

  1. Quais atrações ficam mais lotadas e valem a pena para os 3 primeiros fastpass???
    E depois???

    • Oi, Tommy. Space mountain é muito legal e bastante procurada mas não pegamos fast pass pois fomos logo que chegamos. Splash Mountain tivemos que pegar. Tudo depende muito do dia. De resto, MK não tem atração de aventura para adulto.

  2. Fotos lindas, fotos lindas, fotos lindas e pra não perder o costume vou repetir: FOTOS LINDAS!
    A Gabriela disse tudo, lugar mágico transforma as pessoas, eu choro só de lembrar…rsrs … tá bom eu sou chorona mas quem não se comove nesse Parque não é humano!
    E que legal os comentários que vocês fizeram de cada atração, a gente viaja junto!
    Bjssss

  3. Um sonho de lugar. Fico impressionada como esse mundo de fantasia transforma pessoas de todas as idades! Adoro!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Sorteio de um Mickey e uma Minnie | O tour nosso de cada dia nos dai hoje...
  2. Dicas de Orlando: tudo o que você precisa saber para uma boa viagem “pra Disney” | O tour nosso de cada dia nos dai hoje...

Ficou com alguma dúvida ou quer elogiar? Deixe-nos um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: