Dicas de Veneza: o que fazer na cidade mais romântica do mundo

Veneza

Veneza é um lugar para visitar a dois. A cidade mais romântica do mundo, e uma das que mais gostamos de visitar das mais de 40 que já fomos, ela é diferente de tudo o que você já viu na vida. Sobre a água, com seus prédios antigos, gôndolas, becos, pombos, restaurantes… Enfim, Veneza é única, inconfundível, e nós damos a todos a mesma recomendação: coloque a cidade na sua bucket list – e de preferência siga as nossas dicas.

Confiram como foi nosso passeio por Veneza

Não compre o mapa – Vocês devem estar se perguntando: “esses dois são malucos”. Beleza, até somos, mas em Veneza não é legal ter um mapa. Primeiro: eles cobram por ele. Segundo: o mapa é gigante para uma ilha pequenininha. Terceiro: a graça é se perder em Veneza. Explorar os becos e as pequenas pontes. Ver artistas na rua, lojas de máscaras, restaurantes escondidos… Não caia na tentação do mapa! Explore tudo sozinho! E depois, com o tempo, você vai até decorar os caminhos.

Veneza: perca-se pelos becos

Veneza: perca-se pelos becos

Ande de gôndola – Ir a Veneza e não andar de gôndola é como ir a Roma e não ver o Papa. Pode ser um pouco caro, mas vale cada centavo. Fizemos isso no Dia dos Namorados e foi uma experiência incrível. Preços variam, de acordo com o trajeto e com o gondoleiro. No Grande Canal, são mais caras. Cerca de 120 euros por casal. Nos canais paralelos, podem sair por até 70 – e vão passar no Grande Canal também. Fizemos a segunda opção e foi ótima. O gondoleiro era gente boa, cantava, contava a história… Excelente!

Veneza: ande de gôndola sim!

Veneza: ande de gôndola sim!

Use o Vaporetto – Se for ficar muitos dias na cidade, use o Vaporetto para não ter que caminhar toda hora. Ele é uma espécie de “ônibus aquático”, que tem várias estações ao longo da cidade e economiza bastante o seu tempo. Ele é rápido, tranquilo de pegar, mas pode ficar cheio em certos horários, como especialmente de manhã e no final da tarde. Aqui neste site você encontra o mapa e o funcionamento do Vaporetto como é.

Esqueça “Veneza Mestre” – Além da Veneza “tradicional”, sobre a água, há também “Veneza Mestre”, uma outra parte da cidade, no continente. Não se hospede lá e, se for de trem, evite descer na estação de lá. É mais longe, não tem tantos atrativos, e você vai acabar gastando mais e perdendo mais tempo. Não vale a pena o sufoco.

Melhor época para visitar – Nós visitamos Veneza em junho, ou seja, na primavera europeia, e foi ótimo. Pegamos um sol agradável, com apenas uma pancadinha de chuva num dia e a cidade não estava lotada como fica no verão. Acho que vale a pena ir nessa época, entre o fim de abril e o fim de junho.

Veneza: pegamos um tempo bom

Veneza: pegamos um tempo bom

O que fazer em Veneza – Veneza não é só andar de gôndola. Vale visitar as lojas de máscaras, passear pela Praça São Marcos, subir na Torre do Campanário, que tem uma vista espetacular, visitar a belíssima Basílica de São Marcos, ver o pessoal caminhando no Grande Canal, visitar o Palazzo Ducale, ir ao Casino di Venezia, que é um símbolo da nobreza local, e claro, descobrir coisas novas “se perdendo por Veneza”.

Veneza: Basílica de São Marco impressiona

Veneza: Basílica de São Marco impressiona

Murano e Burano – No Vaporetto, é possível ir até Murano e Burano, duas ilhas bem próximas de Veneza. Fomos às duas, mas recomendamos só a primeira. A segunda não tem muita coisa, só um restaurante ou outro, uma boa foto ou outra, mas nada demais, só um visual bonito, diferente bom para fotos – só vá se tiver tempo sobrando. A primeira é a capital do vidro. Há várias fábricas vendendo peças feitas em vidro que têm sessões de demonstração de como elas são feitas. Eles fazem na hora! Vale demais assistir!

Veneza; Murano é incrível

Veneza; Burano é incrível

Avião ou trem – Nós fomos de trem, a partir de Roma, e voltamos de avião, para Paris. As duas viagens foram super tranquilas. O aeroporto de Veneza é enorme e muito bem estruturado. A estação de trem, por sua vez, é bem simples, mas muito melhor localizada, já na própria cidade. O aeroporto é mais longe, tendo que pegar um ônibus que lhe deixa na Piazzale Roma, grande praça próxima à estação. A viagem de Roma de trem dura cerca de três horas. O avião para Paris foi 1h30. Pesquise os preços e a distância para os locais de onde você vai partir e para onde irá após Veneza, mas ambas as opções valem a pena.

Veneza: que vista do alto

Veneza: que vista do alto

Onde ficar em Veneza – O mais próximo possível da estação ou da Piazzale Roma. Andar em Veneza com mala não é nada legal, e se você ficar longe destes dois pontos, provavelmente terá muito trabalho para chegar ao hotel – ou então terá que deixar as malas na estação de trem, onde há um bagageiro pago, ou contratar os serviços de um carregador. Para evitar tudo isso, pesquise bem e veja se seu hotel fica bem pertinho da estação; além disso, pergunte durante a reserva “como chegar” além do endereço.

Onde comer em Veneza – Em qualquer lugar. Veneza é um espetáculo para comer. Para vocês terem uma ideia, a melhor pizza que comemos era uma fatia gigante de uma “padaria” em frente ao nosso hotel. Só 2 euros e um gosto sensacional. Pare em quantas sorveterias puder. E não deixe de comer nos restaurantes próximos à Ponte Rialto. São um pouco mais caros, mas as massas são deliciosas, a vista é muito bonita e o clima é bem legal.

Anúncios
Sobre O Tour Nosso de Cada Dia (215 artigos)
Como bons jornalistas, gostamos de escrever. Aqui, vamos fazer uma espécie de bastidores das nossas viagens, expectativas, ansiedades, preparativos, dicas, roteiros e muito mais. Esperamos dividir com você um pouquinho da nossa paixão (literalmente) por viagens.

10 comentários em Dicas de Veneza: o que fazer na cidade mais romântica do mundo

  1. Boa tarde, espero que você possa me ajudar. Estou indo para veneza dia 14/11, ficarei durante 5 dias, vou sair de roma de trem , gostaria de saber como faço para sair da estação de trem e chegar até o hotel. Irei ficar no hotel Scandinavia, tentei fazer um google maps, não é longe, mas é cheio de ruinhas estreitas.

  2. Estou em Bruxelas e embarco amanha para lá, adorei as dicas… Bj

  3. Muito legal, irei de Roma para Veneza de trem em fevereiro e com certeza irei me lembrar das dicas.

  4. Olá A foto que vc postou como sendo Murano na verdade é Burano, certo? Eu pesquisei no google fotos de burano e esta foto apareceu. Eu estava pensando em ir para Burano justamente por causa desta foto mas pelo que vc diz acho que é a única coisa bonita na cidade. Afinal é Burano ou Murano?

    • Olá, Silvia. Obrigado pelo alerta e desculpe qualquer confusão. A foto coloridinha é Burano e já corrigimos a legenda dela. Lá é bonitinho. As casinhas coloridas, beirando um canal, mas não tem muito o que fazer. Bom para dar um breve passeio e fazer umas fotos.

  5. Debora Rodeguer // 18/06/2014 às 5:59 // Responder

    Bom dia, Aline!
    Ficou muito legal as mudanças do blog!!!
    Vc indicaria o hotel que ficaram em Veneza?
    Bjss

    • Obrigada, Débora! O hotel em Veneza foi simples, sem café, mas bem localizado pois ficava perto da estação de trem de onde chegamos é de fácil acesso para pegar o ônibus para o aeroporto quando fomos para Paris. Única coisa que não gostamos foi que o banheiro era compartilhado, mas ainda bem que era limpo. A maioria dos hotéis em Veneza são bem antigos, com mobílias antigas. Nós preferimos economizar em hotéis e gastar com compras, comida e passeios…

  6. Veneza é lindo demais!!!

Ficou com alguma dúvida ou quer elogiar? Deixe-nos um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: